Greve na Ranthun Transporte e Logística e da M2 Log

Empresa demite 92 e não paga. Quem ficou faz greve

Demissões aconteceram no dia 4. Empresa alega falta de dinheiro e quer parcelar rescisões em 15 vezes

Desde segunda-feira (16), os 400 funcionários da Ranthun Transporte e Logística e da M2 Log estão em greve, motivada pela demissão de 92 trabalhadores, ocorrida no dia 4, e pelo não pagamento, além das rescições, do salário de dezembro e da segunda parcela do 13º salário.
As empresas pertencem à mesma família e dividem o mesmo pátio, na Estrada da Uva, no Engordadouro. “A empresa Ranthun alega falta de dinheiro e problemas de família, mas a M2, que é praticamente a mesma coisa, está redondinha, funcionando direito”, explica o presidente do Sindicato dos Transportadores de Cargas (Sintracargas), Reinaldo Dias Rabelo.
Para alguns trabalhadores, o entendimento é parecido: por estar nas mãos da mesma família, estariam seus donos enfraquecendo a Ranthun para fortalecer a M2, que está com as contas em dia.