Dia Nacional de Luta

Documento elaborado por sete centrais sindicais exige ações imediatas de combate ao desemprego e a revogação de reformas feitas pelo governo do presidente Michel Temer, incluindo alguns itens da reforma trabalhista e da emenda que estabelece o teto de gastos públicos. As entidades agendaram para o dia 10 de agosto uma mobilização nacional – o “Dia Nacional de Luta” –, com possibilidade de greves pelo país.

Sinal de alerta

“O dia 10 é um dia de mobilização, de protesto, por tudo o que tem acontecido no país, com foco principal na questão do desemprego, flagelo maior para a classe trabalhadora”, explica a coordenação do movimento, para quem a data servirá de alerta para o país. “Estamos chamando do dia do basta. Quem puder fazer greve, tem que fazer greve; quem puder fazer manifestação, ocupar praças, ruas, que faça. Queremos paz, emprego. Do jeito que estamos, não dá”, acrescentam.