Sindicato dos trabalhadores nas empresas de transportes de cargas Secas e molhadas e empresas de logística e setor diferenciado de jundiaí e região
  • Unindo Pessoas, Vencendo Desafios, Lutando pela nossa Categoria e Garantindo seus Direitos.
  • Ser referência como entidade sindical, consciente do papel mediador da categoria, politicamente, socioeconômica, trabalhistas e ambiental, consolidando a entidade como protetora dos direitos dos trabalhadores da ativa e aposentados.
  • Representar a classe do setor perante outras entidades e órgãos do governo, buscando defender os interesses da categoria e da sustentabilidade da atividade, primando pela ética e transparência.

FGTS – O patrimônio do trabalhador melhora a vida de todos

Todo trabalhador brasileiro com contrato de trabalho formal, regido pela CLT, e também trabalhadores rurais, temporários, avulsos, safreiros e atletas profissionais têm direito ao FGTS. O diretor não-empregado e o empregado doméstico podem ser incluídos no sistema FGTS, a critério do empregador. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS foi criado em … Continuar

Greve na Ranthun Transporte e Logística e da M2 Log

Empresa demite 92 e não paga. Quem ficou faz greve Demissões aconteceram no dia 4. Empresa alega falta de dinheiro e quer parcelar rescisões em 15 vezes Desde segunda-feira (16), os 400 funcionários da Ranthun Transporte e Logística e da M2 Log estão em greve, motivada pela demissão de 92 trabalhadores, ocorrida no dia 4, … Continuar

Minirreforma do governo prioriza acordo coletivo sobre legislação trabalhista

A prevalência do negociado entre patrões e empregados sobre a legislação trabalhista. Esse é um aspecto inovador – e polêmico – da proposta de minirreforma trabalhista anunciada e enviada ao Congresso Nacional na última quinta-feira (22) pelo presidente Michel Temer. Em vez de medida provisória, o governo resolveu encaminhar uma série de medidas que flexibilizam … Continuar

Ministro reconsidera decisão e adota rito abreviado em ADPF sobre horas extras a motoristas

  O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconsiderou sua decisão que havia negado seguimento à Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 381 e determinou que o referido processo tramite sob o rito abreviado previsto no artigo 12 da Lei 9.868/1999, conhecida como Lei das Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs). A ação … Continuar